Extimbrasil  /  Blog  / 

Hidrantes: o que são, tipos, como usá-los e sua instalação

Hidrantes: o que são, tipos, como usá-los e sua instalação

Os hidrantes fazem parte de um sistema hidráulico fixo de combate ao incêndio que deve proporcionar acessibilidade facilitada e eficiente. Devem ser utilizados em edifícios para a segurança dos residentes, em estabelecimentos públicos, comerciais e industriais e até mesmo nas ruas.

De acordo com a NBR 13714, um hidrante é o “ponto de tomada de água onde há uma (simples) ou duas (duplo) saídas contendo válvulas angulares com seus respectivos adaptadores, tampões, mangueiras de incêndio e demais acessórios”.

Não deve haver limitações, e consequentemente, perda de tempo entre a chegada dos bombeiros e sua utilização do sistema para realizar o seu trabalho urgente, ou, mesmo antes, pelos usuários da edificação. Portanto, é necessário saber quais sistemas são adequados para as peculiaridades de cada local onde serão inseridos, seus componentes obrigatórios e instalações corretas definidas pelas normas reguladoras vigentes.

Hidrantes e seus componentes

Ainda de acordo com a NBR 13714, hidrantes são compostos por itens obrigatórios como:

  • Documentos com o projeto e alterações feitas pelo instalador, denominados documentos “Como construído”, que devem passar a constar no memorial (contém o fluxograma de instalação do sistema e seus esquemas de funcionamento e operação, elaborados pelo projetista e verificados pelo instalador);
  • Dispositivo de Recalque consistindo em um prolongamento de mesmo diâmetro da tubulação principal e cujos engates são compatíveis aos utilizados pelo Corpo de Bombeiros local;
  • Tubulação de cor vermelha com o diâmetro especificado pela norma. Além disso, drenos, recursos para simulação e ensaios, escorvas, etc., devem ser dimensionados conforme a aplicação.
  • Alarme: todo sistema deve ser dotado de alarme audiovisual, indicativo do uso de qualquer ponto de hidrante ou mangotinho;
  • Abrigo para armazenar as mangueiras de incêndio. Estas devem ser enroladas corretamente de acordo com o seu tipo, permitindo sua utilização com facilidade e rapidez;
  • Válvulas de aberturas para os hidrantes, com diâmetro especificado pela norma;
  • Esguicho com alcance do jato compacto determinado pela norma, medido da saída do esguicho ao ponto de queda do jato.

Mangueiras de hidrantes também possuem regras de instalação, armazenamento e utilização

A NBR 13714 traz também uma diretriz para a distribuição dos hidrantes no local: “Os hidrantes devem ser distribuídos de tal forma que qualquer ponto da área a ser protegida seja alcançado por um (sistema tipo 1) ou dois (sistemas tipos 2 e 3) esguichos, considerando-se o comprimento da(s) mangueira(s) e seu trajeto real e desconsiderando-se o alcance do jato de água”.

Tipos de hidrantes

O tipo de hidrante utilizado varia bastante de acordo com o lugar para o qual deve contribuir com a segurança.

Hidrante de Parede (embutido)

Hidrantes de parede (embutidos)

Esse é um hidrante para ser utilizado em ambientes residenciais e comerciais, e geralmente fica localizado em sua parte interna, nas paredes dos corredores. Devem ser utilizados por brigadas ou pessoas treinadas para tal. Ele é acomodado em uma caixa de aço vermelha, onde também ficam outros acessórios como o esguicho regulável, a mangueira de incêndio e sua chave. Deve estar pronto para ser usado a qualquer momento em operações de combate ao fogo, não podendo ser fechados por chaves ou cadeados.

Hidrante Industrial

Hidrante Industrial

Como o próprio nome já diz, é utilizado na rede industrial, como em fábricas e usinas, por exemplo. São, em sua maioria, de coluna e utilizam água da Reserva Técnica de Incêndio. É obrigatória a sua presença em instalações com área igual ou maior que 750m. Ele utiliza mangueiras e esguichos. Suas configurações e acessórios variam com as peculiaridades de cada empresa e sua aparência pode mudar de acordo com o fabricante.

Hidrante de Solo ou Urbano

Hidrante de solo ou urbano

Esse hidrante é bem popular nas cenas de filmes, seriados e animações, pois ele é encontrado nas ruas e calçadas, portanto, faz parte da paisagem urbana. Ele só pode ser utilizado pelo Corpo de Bombeiros, pois o órgão é o único que possui a chave específica para abrir a tampa do seu registro. Além disso, ele utiliza a rede de água pública e fica localizado em áreas estratégicas para favorecer o trabalho dos profissionais da brigada. Possui uma ou mais saídas para mangueiras e, às vezes, válvula para controle de vazão de água.

Hidrante de Recalque

Esse dispositivo é instalado normalmente em frente às edificações, sendo de sua propriedade particular, e pode ser utilizado tanto para alimentar o sistema de hidrantes da construção com água em pressão adequada para alcançar todos, como para abastecer viaturas do Corpo de bombeiros.

Como funcionam e são utilizados os hidrantes

Todos os hidrantes requerem certa prática ou até mesmo treinamento especializado para serem utilizados. Alguns deles, como mencionados anteriormente, só podem ser manuseados pelos bombeiros.

Outros, como o hidrante de parede, podem ser manuseados por pessoas comuns, porém com bastante atenção e cuidado para que não se machuquem e consigam o efeito desejado.

Embora sejam bem diferentes entre si, todos os tipos de hidrantes funcionam de forma bem parecida. Conecta-se, através de uma tubulação, o hidrante à uma fonte de água pressurizada, que pode ser do sistema público de distribuição ou de propriedade de uma edificação.

Bombeiro utilizando hidrante e apagando incêndio

Bombeiros manuseiam as mangueiras dos hidrantes de rua com muito treinamento e equipamento adequado

No caso do hidrante de parede, o uso se torna mais fácil, ainda que ofereça risco a alguém inexperiente devido a grande pressão que é emanada da mangueira. Basta conectar esta à saída do hidrante e ao esguicho e então abrir com cuidado o registro de saída de água, que já possuem vazão determinada no projeto de instalação.

É preciso prudência e considerar detalhes importantes durante o uso dos equipamentos como, por exemplo: não utilizá-lo para fins fúteis como lavar carros; não guardar a mangueira molhada, pois pode danificá-la, assim como utilizá-la para diversos treinamentos; atentar para a pressão que a mangueira suporta e realizar sua manutenção recorrente de acordo com as normas vigentes.

Como saber se meu estabelecimento precisa de um hidrante?

Fique atento a legislação do seu estado em relação à prevenção e combate ao incêndio. Assim como à norma NBR 13,714 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), citada continuamente para tratarmos do assunto. Por fim, procure os profissionais adequados ( Engenheiros Civis; Engenheiros Mecânicos, Engenheiros de Segurança do Trabalho) para realizar as inspeções e os projetos de instalações.

Top