A gestão de segurança do trabalho que impressiona a diretoria

A Gestão de Segurança do Trabalho engloba o planejamento, ações e resultados de estratégias para evitar acidentes de trabalho e garantir a saúde ocupacional dos colaboradores.

A implantação de uma gestão voltada para avaliar e suprimir riscos não é um “plus” para as empresas, é uma obrigação. Ela é orientada e fiscalizada pelo Ministério do Trabalho e Emprego quanto ao cumprimento das normas reguladoras vigentes.

A sua aplicação, porém, pode trazer além da segurança dos funcionários, vários outros benefícios decorrentes do cuidado com a vida.

Neste artigo você vai conferir as características de uma gestão de segurança que muda o cotidiano da empresa para melhor e supera expectativas em todos os setores.

Gestão de segurança do trabalho: a carreira

Antes de chegarmos ao principal ponto do texto, é importante mostrarmos como a segurança no trabalho abraça os profissionais e concede suas oportunidades.

Hoje, para atuar na área, é preciso no mínimo ter um curso técnico, que pode durar em torno de 1 a 2 anos. Quem tem o ensino médio completo já pode fazer o curso e ter a formação de técnico em segurança do trabalho.

O Técnico vai atuar direto no campo, avaliando os riscos de acidentes, estando sempre atento a todo sinal de mudança que possa provocar acidentes e doenças ocupacionais. Ou seja, o foco do seu trabalho é definitivamente a prevenção.

Existe outra forma de trabalhar na área, através da formação em tecnólogo de segurança.

Esse profissional tem uma formação de nível superior. Além de poder atuar no campo, ele também atuará na gerência de equipes de segurança, supervisionando os planos de ação.

Uma possibilidade muito valorizada é a atuação como consultor para empresas públicas e privadas. E ele também poderá prestar concursos na área ao nível superior.

Ainda existem pós-graduações na segurança do trabalho para ramos específicos de atuação, como medicina do trabalho, por exemplo.

Como a sua gestão de segurança do trabalho impacta na empresa e impressiona a diretoria?

O objetivo central do técnico de segurança do trabalho é garantir a qualidade de vida no ambiente de trabalho, evitando acidentes ou doenças que possam ocorrer no exercício das atividades na empresa. Mas fora isso, existem outros benefícios que um profissional completo nessa área pode trazer a empresa, a seguir listaremos alguns benefícios e diferenciais que todo técnico de sucesso precisa ter.

Segurança no trabalho e economia no caixa

A organização dos documentos técnicos exigidos pelas normas regulamentadoras já faz com que a empresa não corra riscos de multas, interdições e processos. Isso porque nenhum acidente prejudicará, ou, tirará a vida de algum funcionário, ou, até mesmo, visitante.

Além de segurança, isso significa economia, evitando qualquer gasto futuro dessa natureza, que poderia acontecer facilmente se não existisse esse cuidado diário.

Para que isso seja realidade, é preciso estar atento para ter todos esses documentos em mãos e atualizados.

Principais documentos da gestão em segurança do trabalho:

  • PPRA – Programa de Riscos Ambientais
  • PCMSO – Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional
  • Laudo de Insalubridade, Periculosidade
  • LTCAT – Laudo Técnico das Condições do Ambiente de Trabalho
  • ASO – Atestado de Saúde Ocupacional
  • Ordem de serviço específica da segurança do trabalho
  • CAT – Comunicação de Acidente de Trabalho
  • AET –  Análise Ergonômica do Trabalho

Ainda podemos citar a prevenção contra máquinas com mau funcionamento ou até paralisadas por defeito, assim como peças de reposição erradas, como um fatores de economia de tempo e, principalmente, dinheiro. Afinal, nada mais tranquilizador do que saber que se está fazendo o investimento certo.

Imagine chegar como gestor de segurança do trabalho em uma empresa que tem constantes gastos com manutenção e troca de aparelhos. Que além de gastar com tudo isso, ainda tem que ver seus funcionários insatisfeitos, ociosos e com queda na produção.

Então, você, enquanto profissional técnico de segurança do trabalho chega e em poucos meses faz toda a diferença por trazer a organização que faltava!

Segurança no trabalho e ascensão da lucratividade

Como falado no tópico anterior, a redução dos custos faz toda a diferença. Ela leva também a um fator muito desejado por todas as empresas, o aumento dos lucros.

Profissionais que se sentem valorizados e seguros em seu dia a dia do trabalho aumentam sua produtividade.

Se a eles são fornecidos todos os equipamentos de proteção individual (EPIs) em excelentes condições, mostra-se que a segurança deles está em primeiro lugar para a empresa. Quando considerados todos os riscos de doenças ocupacionais e criado um ambiente fisicamente e mentalmente mais saudável, o agradecimento pelo cuidado vem em forma de maior amor pela empresa e vontade de fazer o melhor por ela.

Se as máquinas e instrumentos com os quais os colaboradores trabalham estão em ótimas condições, esses se sentem sempre prontos para realizar suas funções com afinco. E os produtos e serviços que eles proporcionam irão trazer ou manter a confiabilidade e admiração dos clientes da empresa.

Segurança no trabalho, inovação e vantagem competitiva

Com a organização, vem uma maior capacidade de mensuração.

Se uma empresa quer que sua marca se torne mais competitiva, destacando-se no mercado, ela precisa mensurar o resultado de todas as suas ações.

Parece óbvio, mas muitas empresas negligenciam essa parte da rotina e agem por achismos. Rolar os dados e deixar tudo acontecer pela sorte não é lá garantia de sucesso.

Para um técnico ou gestor em segurança, é fundamental saber os KPIs (Key Performance Indicator, traduzindo: indicadores-chave de performance) certos a serem utilizados.

Com os KPIs em segurança do trabalho sendo usados corretamente, é possível saber quando e como a instituição pode evoluir no seu modus operandi.

A inovação trará o destaque e reconhecimento no mercado.

A documentação das métricas devem contemplar tanto as medidas reativas (quando o acidente já aconteceu), quanto proativas (ações de prevenção).

Confira algumas das mais importantes KPIs para serem usadas na gestão de segurança do trabalho:

  • Total de acidentes de trabalho relatados
  • Quantidade de casos de doenças laborais diagnosticadas
  • Horas perdidas para os diversos tipos de acidentes com os funcionários
  • Número de inspeções e fiscalizações realizados nos equipamentos de segurança
  • EPIs adquiridos e distribuídos x EPIs utilizados
  • Tempo médio de identificação e solução de riscos
  • Índice de produtividade dos colaboradores
  • Reuniões e resoluções trazidas pela CIPA
  • Casos solucionados pelo SESMT

Como ser um gestor de segurança no trabalho insubstituível

Para chegar ao patamar de um gestor de segurança do trabalho de sucesso, é preciso, antes de tudo, muito estudo. Saber de todas as legislações e normas que se aplicam à empresa contratante dos seus serviços.

Além disso, a organização, como falamos no tópico sobre documentação, é imprescindível. O gestor tem que lidar diretamente ou orientar a diretoria sobre orçamentos, investimentos, riscos e mensuração de resultados. Isso só será possível, se o gestor souber utilizar as melhores metodologias e ferramentas a seu favor.

Ser atento e não se deixar levar por distrações corriqueiras, como trazer os problemas de casa e somá-los aos do trabalho, ou perder muito tempo se distraindo com a internet, especialmente as mídias sociais.

Comunicação é uma habilidade a ser sempre desenvolvida. A liderança é uma virtude que o gestor precisa utilizar todos os dias. Saber interligar setores na identificação de riscos e busca de soluções, com funcionários confiantes e confiáveis.

Tudo isso vem da capacidade de repassar bem o que se sabe e ter escuta ativa durante suas conversas (perguntar, prestar atenção ao que é falado, confirmar o que foi dito, e, então, dar um feedback sincero).

A gestão de segurança do trabalho evita acidentes que podem acabar com vidas, patrimônios e reputações de empresas. Se feito tudo o que foi informado em sua formação e adquirido como conhecimento em seus estudos, você conseguirá fazer este trabalho com louvor.

Mas, além da segurança, é possível trazer outros benefícios para os contratantes, como menos despesas, maior lucratividade, inovação e destaque no mercado. Estando atento também a esses fatores, você, com certeza, superará expectativas e impressionará a diretoria.

Categorias

Mais visitados